03 Técnicas Comprovadas Para Reduzir Crises de Ansiedade


A ansiedade, considerada o mal do século, vêm ganhando espaço entre os transtornos mentais mais sentidos pelas pessoas.


Selecionei 3 técnicas 𝗽𝗿𝗮́𝘁𝗶𝗰𝗮𝘀 𝗰𝗼𝗺𝗽𝗿𝗼𝘃𝗮𝗱𝗮𝘀 𝗲 𝗲𝗳𝗶𝗰𝗮𝘇𝗲𝘀 para diminuir consideravelmente a ansiedade em momentos de crise:


1.𝗥𝗲𝘀𝗽𝗶𝗿𝗮𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗗𝗶𝗮𝗳𝗿𝗮𝗴𝗺𝗮́𝘁𝗶𝗰a

Seu corpo sempre vai forçá-lo a respirar adequadamente se praticar a respiração diafragmática com frequência. ⏩ Sente-se com as costas eretas ou deite-se. ⏩ Coloque as mãos sobre a barriga. ⏩ Você deve sentir apenas o abdômen mover-se. A respiração é diafragmática ⏩ Inspire devagar contando até 4 ⏩ INterrompa a respiração contando novamente até 4 ⏩ Expire contando até 4 ⏩ Repita o processo de 15 a 20 vezes. ⏩ Pratique este padrão 03 x ao dia.


2.𝗘𝘀𝗳𝗿𝗲𝗴𝗮𝗿 𝗼𝘀 𝗟𝗮́𝗯𝗶𝗼𝘀

Os lábios são locais do corpo onde existem muitas fibras do Sistema Nervoso Parassimpático. Na Ansiedade, existe um estímulo do Sistema Nervoso Simpático, que provoca a liberação de adrenalina, responsável pelos sintomas de palpitação, respiração ofegante, tremores, tensão muscular e aumento de suor. O Sistema Nervoso Parassimpático funciona como um “antagonista” do Sistema Nervoso Simpático, anulando essa liberação de adrenalina e diminuindo esses sintomas.


3.𝗤𝘂𝗲𝘀𝘁𝗶𝗼𝗻𝗮𝗿 𝗦𝗲𝘂𝘀 𝗣𝗲𝗻𝘀𝗮𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼𝘀

Infelizmente, quando as pessoas ficam ansiosas, 𝗦𝘂𝗮 𝗺𝗮𝗻𝗲𝗶𝗿𝗮 𝗱𝗲 𝗽𝗲𝗻𝘀𝗮𝗿 É ALTERADA. Geralmente há muitos pensamentos negativos sobre si mesmas, outras pessoas, o mundo e o futuro. A ansiedade pode nos levar a pensar sobre o contexto de nossa vida de forma negativa, catastrófica ou pessimista.

Esses pensamentos aumentam diretamente sua ansiedade e contribuem para o seu ciclo vicioso! Uma das diversas formas de alterar esses pensamentos ansiosos é questionar esses pensamentos.


𝗖𝗮𝗿𝗮𝗰𝘁𝗲𝗿𝗶́𝘀𝘁𝗶𝗰𝗮𝘀 𝗱𝗼𝘀 𝗣𝗲𝗻𝘀𝗮𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼𝘀 𝗡𝗲𝗴𝗮𝘁𝗶𝘃𝗼𝘀 𝗣𝗲𝗿𝘀𝗶𝘀𝘁𝗲𝗻𝘁𝗲𝘀: São recorrentes (tendem a "voltar" em nossa mente); Há dificuldades de encontrarmos pensamentos alternativos realistas para eles; Provocam sentimentos negativos intensos;

Esses pensamentos resistentes normalmente estão "ligados" às nossas crenças centrais negativas, que são conceitos globais e estáveis que nós possuímos sobre 𝗡𝗼́𝘀 𝗺𝗲𝘀𝗺𝗼𝘀, 𝘀𝗼𝗯𝗿𝗲 𝗮𝘀 𝗼𝘂𝘁𝗿𝗮𝘀 𝗽𝗲𝘀𝘀𝗼𝗮𝘀 𝗲 𝘀𝗼𝗯𝗿𝗲 𝗼 𝗺𝘂𝗻𝗱𝗼.


Elas são as verdadeiras "raízes" das armadilhas de pensamentos negativos automáticos e são desenvolvidas a partir de experiências negativas importantes e persistentes enraizadas em nossa infância e adolescência.


Quanto mais conhecemos as nossas crenças, menor será seu poder sobre nós. Como essas crenças estão presentes em nossa mente há muitos anos e até décadas, nossa estrutura psíquica tende a acreditar nelas e defendê-las.


Mas isso não quer dizer que não possamos mudá-las. Para alterar esse comportamento, um bom exercício é questionar essas crenças e mostrar para nossa mente que essas crenças não são totalmente verdadeiras ou que são, no mínimo, 𝗘𝘅𝗮𝗴𝗲𝗿𝗮𝗱𝗮𝘀.


Baixe Seu Ebook GRATUTO Para Ansiedade.


Sandra Souza

Neuropsicanalista Clínica e Psicoterapeuta

Mestranda em Saúde Mental

🔘Registro ABP CPP/RS:10.119 🔘ITR:14268


  • 4.-Confirmar-por-WhatsApp