05 Dicas para Identificar a Tristeza e Combatê-la


Em consequência do mundo em que vivemos, é comum encontrarmos pessoas com o semblante triste e aparentemente melancólicas. Veja como identificar adequadamente o sentimento de tristeza e cinco dicas para combatê-la.


Por que as Pessoas Estão tão Tristes?


A realidade social tem se mostrado um veneno constante contra qualquer manifestação de alegria. A cada dia somos mais pressionados em nossas atividades profissionais e em nossas relações interpessoais. Assim, não encontramos espaço para descarregar tanta tensão. Aos poucos, as perspectivas positivas em relação à vida diminuem gradativamente.


E em razão disso, a tristeza se instala. O nosso fluxo emocional flui, no entanto, é a tristeza quem o conduz. Isso porque é alimentada constantemente em cada experiência que temos.


Caso não seja observado, o sentimento de tristeza pode evoluir para algo mais profundo como a Depressão, doença grave doença que atinge 350 milhões de pessoas ao redor do mundo. A Depressão costuma ser silenciosa e discreta. Muitas vezes, não é identificada em razão de que a pessoa tende a ignorar seus sintomas.


A tristeza, influenciada por diversos fatores, entra em uma espiral de decadência emotiva. Alimentada constantemente por fatores externos, acaba evoluindo de forma oculta e silenciosa. Em casos graves, alguns, infelizmente, recorrem ao suicídio no intuito de dar fim ao seu tormento.


É possível encontrarmos formas eficientes de lidarmos com a tristeza, fazendo com que, gradativamente, ela desapareça. Conheça algumas delas:


Responsabilize-se

jamais espere por um "salvador" ou por alguém que tome a iniciativa de curá-lo ou dar-lhe aquilo que lhe falta. É responsabilidade sua buscar evolução e realizar seus sonhos.


Reflita

Procure mapear o momento no qual esse sentimento se instalou e tente encontrar a razão pela qual sente-se triste. Quando a mente localiza a origem de uma dor, angustia ou aflição é mais fácil trabalhar para combatê-la.


Não assuma o papel de "vítima"

Mesmo quando alguém nos fere, conscientemente ou não, permitimos que isso acontecesse. Não devemos nos recriminar perpetuamente mas impor limites aos estímulos negativos que outras pessoas possam nos provocar.


Liberte-se de suas amarras

Não se frustre nem se culpe por estar sentindo-se assim, desta forma, irá desapegar-se de sentimentos e sensações que te farão sentir-se ainda pior.


Foque em algo construtivo e prazeroso

A energia empenhada é a mesma. O que muda é somente o direcionamento. Mire naquilo que deseja para si e persiga essa meta. Construa um projeto de vida.


Sandra Souza

Neuropsicanalista Clínica e Psicoterapeuta

Mestranda em Saúde Mental

🔘Registro ABP CPP/RS:10.119 🔘ITR:14268


  • 4.-Confirmar-por-WhatsApp