O abandono é causa frequente de super lotação em consultórios. Em muitos casos, essa procura por ajuda deve-se à autofobia - um medo frequente e absurdo que a pessoa tem de que será deixada. Por conta da dependência emocional que é nutrida por outra, cria-se um vínculo quase que vital ao dependente.


A fobia é frequentemente encontrada em pessoas que apresentam transtorno de personalidade. Em sua estrutura psíquica, seu mundo interior entrará em colapso porque a qualquer momento seus entes queridos poderão abandoná-lo. Existe uma tensão que o acompanha diariamente e afeta a sua saúde mental, emocional e física.


Como forma de explicar o medo de ser rejeitado, a pessoa sabota, inconscientemente, suas ações com pensamentos do tipo: “Você ama mais a eles do que a mim” ou “Eu vou deixá-lo antes que você me deixesão comuns. A partir daí, se não for acompanhados, alguns podem cometer atos extremos.


A sensação de abandono, mesmo em escala menor, apresenta alguns sinais e sintomas. Confira abaixo quais são eles:


Ciúmes

O outro deve satisfazer 'minhas' necessidades. Trata de um movimento voltado a si mesmo, onde a vontade do outro pouco prevalece. Mesmo que, eventualmente, entenda-se que o parceiro tem uma vida própria, relega seus conceitos morais a um canto.


Raiva, Ódio e Irritação

Cria-se uma relação de amor e ódio pelo outro. Embora "eu" o ame, também passo a odiá-lo em razão do medo que tenho de ser deixado.


Apreensão

O autofóbico fica apreensivo porque não imagina o momento em que será abandonado. já que não existem sinais claros sobre isso, ao menos, não que ele perceba. A pessoa sente-se agitada e desconfortável. Consequentemente surgem sintomas físicos, decorrentes de alguma doença imaginária.


Quais as Causas do Medo da Rejeição?


O "Trauma" se mostra como o principal catalisador para o medo de ser abandonado. Esse trauma geralmente surge na infância, fase em que a criança presencia sua primeira experiência com o abandono. Se a criança não for capaz de estruturar esta dolorosa experiência tentando reprimir essa lembrança, a fim de diminuir a sua dor, ela levará e aprisionará esse afeto no inconsciente, que mais tarde se manifestará, inclusive, sob a forma de sintomas físicos.


A ansiedade está intimamente ligada ao medo de ser abandonado. Independente da sua forma. A tensão constante pelo "o que está por vir" inclui o medo de ficar sozinho.


Tratamento


O tratamento para lidar com o medo da rejeição e abandono visa construir confiança nas próprias capacidades individuais. Mudando a estrutura psíquica com práticas e exercícios que visam mudar os padrões comportamentais atuais, assim, será possível afirmar e reconhecer as próprias capacidades. Andando sobre afirmações, e não dúvidas, indo ao encontro de um campo de bem-estar psíquico e físico.


  • 4.-Confirmar-por-WhatsApp